Empreendedorismo, Trabalho

Conhecendo algumas startups

startup1

Hoje vou escrever um pouco sobre um assunto que já abordei alguns posts atrás, startups! Como comentei nesse post, me interessei muito pelo assunto e venho buscando cada vez mais informações. Também havia dito que deixaria para um outro post escrever sobre algumas ideias legais que tive a oportunidade de conhecer durante minha pesquisa nessa área.

Atualmente estou aprendendo algumas coisas com a Mupi, uma startup voltada para especialização de professores, bem interessante . Antes de decidir “trabalhar” com eles, recebi muitas propostas legais de diversas outras startups, algumas ainda bem no comecinho, outras já mais consolidadas no mercado que atuam. Nesse post vou justamente falar sobre algumas delas.

deskovery

Deskovery: Foi uma das primeiras a entrar em contato comigo!  Achei a ideia bem interessante, hoje em dia o número de pessoas que trabalha remoto aumenta cada vez mais, só que muitas vezes nem todos possuem o ambiente necessário para trabalhar em casa. Pensando nisso, a Deskovery criou um Airbnb de escritórios, onde o usuário pode alugar espaços para trabalhar. Muitas vezes as próprias empresas alugam esses espaços para seus funcionários, muito bom! Há algumas outras startups que atuam na área, então a concorrência já existe.

mepassa

Me passa aí: Outra startup que ficou entre as minhas finalistas hehe, é um site de conteúdo para estudantes. Oferece aulas rápidas para explicar determinados assuntos que os estudantes possam vir a ter dúvidas mesmo depois das aulas. É um site mais voltado para quem está na faculdade onde a própria empresa se encarrega de gravar os vídeos que vão entrar no site e contam com a participação de estudantes de algumas universidades. Geralmente são os melhores alunos de uma sala e por enquanto eles atuam nas áreas de exatas, direito, administração e negócios.

dinneer

Dinneer: Mais um que segue o modelo Airbnb só que dessa vez é de comida e achei a ideia genial! Logo que você entra no site dá pra entender bem como funciona. Basicamente os anfitriões disponibilizam suas casas para fazer um jantar para quem compra o serviço. Há várias opções por cidades e agora pode-se também escolher anfitriões em outros países, o que é legal para quem está viajando ou morando fora!

dubbi

Dubbi: Essa startup eu já vi em outros blogs, a ideia também é muito legal. Seria uma rede social para viajantes onde você pode ler/escrever reviews de lugares que quer viajar ou já viajou. Eu não quis trabalhar com essa startup pois, apesar de já ter viajado para alguns lugares, não sou uma viajante constante, então acho que chegaria um momento que não teria mais tanto a oferecer (no caso a proposta foi criar conteúdo para o site), mas ainda assim gostei muito!

Logo-Maturi-Jobs_medio1

MaturiJobs: Uma das ideias mais geniais entre todas que vi! É um serviço para pessoas com mais de 50 anos que oferece são oportunidades de empregos para esse nicho. A startup ainda está bem no começo, então acredito que ainda existem muitas coisas a serem desenvolvidas, mas espero que dê muito certo.

nerd

Encontre um nerd: Outra startup com uma ideia bem legal para pessoas que precisam de um profissional quando ocorre algum problema com o computador (eu acho que também envolve a área de TI em um modo geral). No site você pode contratar o profissional para realizar o serviço que precisa .

servi

Servicili: Site para contratar profissionais de diversas áreas onde você pode anunciar ou contratar um serviço e depois disso o próprio site se encarrega de selecionar os profissionais disponíveis para realizar o serviço.

agrid

Agrid: Uma startup mais voltada para empresas, focada na área de eventos (pelo menos até agora). Encontra clientes para as empresas e funciona como se fosse uma intermediária. A ideia é interessante, pois a empresa contratante não vai precisar ficar correndo atrás de clientes, onde a startup que vai realizar esse papel.

Essas foram algumas startups que entraram em contato comigo e não foram as únicas mas as citadas acima foram as que mais me interessei. Outras pessoas me chamaram para conversar sobre suas ideias, mas nada que tenha saído do papel e, apesar de achar bem interessante, não era o que eu estava buscando pois só queria aprender e não começar algo do zero.

A experiência está valendo muito! Depois farei outro post sobre isso. 

Créditos: imagem 1, imagem 2.

3 Comentários




Empreendedorismo, Trabalho

Conhecendo mais sobre empreendedorismo.

Atenção: esse post é um textão! Hahaha (mas muito interessante, eu prometo!)

10.19-7-Dicas-para-criar-um-nome-inesquecível-para-seu-negócio

Nem todo mundo sabe, mas vim de uma família de empreendedores (pelo menos por parte de pai), desde que morava na Bahia, cresci dentro de uma gráfica, que depois virou uma editora (de livros espíritas). Meu avô também tinha gráfica, como meu tio que tem uma na Bahia, e assim meu pai seguiu também com sua gráfica (ele começou a trabalhar cedo, com meu avô), todos com muitas histórias para contar.

Depois que mudamos para o interior de São Paulo, meus pais convidaram a galera que trabalhava com eles para vir junto aqui para Limeira (essa sim foi uma aventura!), alguns ficaram e fizeram carreiras de sucesso, outros não aguentaram a saudade e voltaram para casa. Nós, obviamente ficamos, mas eu era muito fedelha para saber ou lembrar dos detalhes, o que eu sei hoje é que sempre existiu tempos de crise, e nem por isso as pessoas desistiam de seus negócios (e nem tinham Facebook para ficar lamentando não é mesmo?). Imagine naquela época (1992), sair de um estado trazendo sua empresa para outro lugar totalmente diferente, sem conhecer ninguém ou o mercado do novo lugar… Tenso!

Naquela época, empreender era bem diferente do que é hoje, as coisas eram mais na tentativa e erro, tudo bem, hoje também é, mas os recursos eram muito limitados, se não desse certo, você corria o risco de perder tudo! Já li em vários lugares que são nas épocas de crise que surgem muitas oportunidades, pois a maioria das pessoas tem medo de arriscar em tempos de incertezas. É aí que os corajosos arriscam, podem falhar? Sim, mas também pode dar muito certo!

Não estou falando para ninguém aqui largar tudo e sair apostando todas as fichas na primeira ideia que surgir na cabeça, apenas para ir plantando a sementinha, pesquisando, ouvindo os mais experientes (em determinada área), apenas se mexendo, não ficando parado esperando as coisas cairem do céu! Há pessoas apostando nas mais diversas ideias por aí, muitas que eu pelo menos nunca teria pensado (e não necessariamente é algo mirabolante, apenas aquilo que vá ajudar um público alvo), e elas estão lá, tentando!

Por muito tempo escuto da minha família (principalmente meu pai hahaha) que eu deveria ter algo meu, que trabalhar para você mesmo é a melhor coisa do mundo, pois você vai fazer do seu jeito e também vai ser responsável por suas escolhas e fracassos. Vendo por esse lado da um medão né? Tentar algo diferente, que não vá te dar nenhuma segurança de dar certo, mas ao mesmo tempo, você vai se dedicar muito para ver aquilo acontecer, e dando certo, vai ser algo seu!

Pensando um pouco por esse lado, venho pesquisando muito sobre empreender, já sei que tem milhões de preocupações quando se trata de ter um negócio ou fazer uma ideia acontecer. Não se engane, não é fácil! Já me deparei com inúmeros “empreendedores” que vendendo uma ideia sobre empreendedorismo, que não é verdade. Não é nada super colorido e mágico, afinal, se fosse tão fácil assim, todo mundo faria certo? Tudo que é difícil a maioria não quer! Então se você está lendo esse texto, saiba disso (assim como eu estou aprendendo também). O fato é que, comecei a me interessar mais sobre o assunto, e estou utilizando meu tempo livre (ou pelo menos tentando), para aprender mais sobre muitas coisas relacionadas ao empreendedorismo.

Um belo dia, recebi uma sugestão de um amigo, para fazer um post em um grupo de startups no Facebook, pois já que não tinha nenhuma ideia concreta em mente, talvez se trabalhasse voluntariamente por um tempo em uma startup, poderia aprender como tudo funciona, desde o começo. E devo dizer que essa foi uma ideia muito legal! Segui o conselho dele, criei o tópico e tive uma reação muito positiva das pessoas (o post fez muito sucesso)! Recebi inúmeras propostas, e é aqui que eu falo: quantas ideia geniais! Foi realmente muito difícil escolher uma delas para aprender.

Depois farei um post mais detalhado contando quais foram as startups que entraram em contato comigo! Enfim, depois de muito conversar com todas as pessoas, me identifiquei muito com uma delas, a Mupi, duas moças muito simpáticas (Ana e Paula) são as co-fundadoras dessa startup, e o projeto delas é sensacional! Basicamente a startup é voltada para a formação de professores e disponibiliza cursos (relacionados a tecnologia) gratuitos e pagos através do site TecSaladeAula.

A experiência está sendo muito legal, e quando chegar ao fim, pretendo contar como foi mais detalhadamente! Espero aprender muito sobre alguns assuntos que acho importantes, como marketing e também as etapas para o andamento da startup. Acredito que vai valer muito a pena, e também não vou ficar parada esperando as coisas se ajeitarem.

O grupo que mencionei acima é o Startup Brasil e o post que criei foi esse aqui, a comunidade é muito interessante, se você tem interesse pelo assunto, vale a pena conhecer! Estou lendo o livro Startup Enxuta, muito recomendado por todos que estão nesse caminho.

Créditos da imagem.

0 Comentário