BEDA, Pessoal, Throwback Thursday

#TBT: Fotos

Hoje estava arrumando umas bagunças coisas no meu armário e vendo o que jogaria fora, levaria na viagem ou daria para meus pais guardarem com eles. Encontrei algumas fotos e cartas (!!!) de muitos anos atrás e fiquei lembrando dos bons momentos que passei com amigos e família, foi realmente nostálgico. ❤️

Aproveitando esse fato resolvi utilizar a hashtag #TBT (Throwback Thursday) que é utilizada no Instagram e postar alguns momentos meus do passado. Não vou utilizar apenas fotos, mas também algumas boas lembranças (pode ser com fotos ou fatos, não sei ainda). Enfim, é apenas uma ideia que achei legal fazer. 😄 Hoje vou postar algumas fotos que gosto muito!


Esse foi um dia dos pais (acredito que em 2013), nós sempre saímos todos juntos para passar o dia em algum lugar (sempre é algum shopping de Campinas 😂). Esse ano espero que seja o mesmo, pois logo logo vou embora e quero aproveitar bastante! 😭


Adivinhem que dia foi esse? Não vale olhar na plaquinha!! 😆 Sim, foi o dia do meu casamento! Eu só casei no civil, não fiz nenhuma cerimônia religiosa. Nós só tivemos um jantar em família (muito legal por sinal), comemos horrores e rimos muito. Eu tinha 20 anos (quase 21) e estava com tudo pronto para partir rumo à Dublin fazer meu intercâmbio com meu marido. Isso foi em 23 de novembro 2007 e esse ano essa foto vai fazer 10 anos, que saudades! 💚

Definitivamente esse foi um dos dias que eu mais esperei na minha vida! 😂 Foi o dia da minha colação de grau, em março de 2013. Eu estava tão feliz em finalmente não ser mais uma estagiária e não precisar mais acordar 5:30 da manhã e voltar para casa quase meia noite (estudando em Americana, trabalhando em Hortolândia e morando em Limeira 😩). Foram bons tempos esse de faculdade e sinto muitas saudades, mas era cansativo demais e disso eu não sinto nem um pouco de falta… 😅

Mais uma foto de formatura, aqui estou eu e minha família na minha festa de formatura do colegial. Essa foto tem uns 13 anos e é chocante ver como a galera era nova! 😱 Nós não percebemos em como o tempo passa e envelhecemos rápido. Esse dia foi muito legal e meus avós maternos estão na foto (perdi meu avô recentemente), então é muito bom relembrar esses momentos. 😊

Por hoje é só, chega de nostalgia. 😂 Até o próximo post!

0 Comentário




BEDA, Irlanda, Pessoal, Recomeçar

Lá e de volta outra vez

Aqui estou eu de novo mudando totalmente os planos para meus posts (ainda tenho muitos posts sobre shows para escrever 🤔). Chegou o BEDA! Para quem não sabe, é o Blog Every Day August, alguma moda que criaram por aí. Claro que não vou me comprometer com o “every day” pois não consigo postar toda semana, quanto mais todos os dias. 😅

O que dizer desse ano maluco? E eu pensei que 2016 tinha sido um ano desgraçado… Pobre eu, mal sabia que era uma amostra de 2017… 😓 É engraçado como as coisas acontecem das formas mais inesperadas possíveis, quando achamos que não conseguimos nos surpreender mais com alguma coisa na vida, eis que ela vem e mostra que é capaz de virar tudo de cabeça para baixo. Esse ano começou da melhor forma possível pois pude viajar para um lugar legal como descrevi nesse post. Aproveitar dias de muito sol e diversão, melhor impossível! Tive a oportunidade de ir em shows de algumas bandas que gosto MUITO, uma delas junto com minha família e foi incrível! 🙌🏻

Mas como nem tudo são flores meu ano também teve baixos, MUITOS baixos. 😭 Começando pela minha demissão (honestamente esse foi o MENOR dos meus problemas), mas o que realmente foi a rasteira da vida foram as duas grandes perdas do ano na minha família. A primeira foi meu avô (que já havia citado em outro post) e recentemente perdi minha sogra e essa tem muito a ver com a próxima grande mudança que acontecerá em minha vida nos próximos dias.

Nunca foi segredo para meus familiares e amigos próximos minha grande vontade de voltar a morar fora do Brasil, nunca escondi isso de ninguém (obviamente não saía anunciando para os quatro ventos). Desde que voltei da Irlanda ☘️, eu e meu marido nunca nos sentimos muito confortáveis em morar nesse país. O sentimento de indignação sempre permaneceu aqui dentro mas conforme o tempo passava, aprendíamos que valia a pena sacrificar nossos sonhos para estar perto de quem amamos (nossa família e amigos ❤️).

Decidimos seguir a vida por aqui, correr atrás de realizar outros sonhos (comprar uma casa, ter uma boa qualidade de vida, etc) e também nos especializar, pois querendo ou não, é o que poderia definir nosso futuro. Quando voltei da Irlanda ingressei novamente na faculdade que havia parado e assim eu e meu marido seguimos a vida. Um outro fator que nos manteve aqui no Brasil por mais tempo foi a perda do meu sogro em 2013, algo realmente devastador para nós. Até então tinha sido a pessoa mais próxima que havia perdido e foi realmente chocante.

Voltando para os dias atuais, 2017, como disse anteriormente prometia ser um ano ótimo, pelo menos foi assim que começou. Conversando muito com meu marido há alguns meses voltamos a discutir a possibilidade de sair do país. Aquela velha vontade de ir embora crescia cada vez mais e com certeza a situação patética do Brasil contribuiu para a nossa discussão. Depois da minha demissão tivemos a certeza que essa era a nossa decisão: morar em outro país. Diferente de como foi na primeira vez (em 2008), não cogitamos a possibilidade de fazer um segundo intercâmbio pois não queríamos focar em algo que já tínhamos experiência (estudo da língua inglesa).

Decidimos que o melhor plano era focar no melhor custo benefício (não tão melhor assim na verdade 😹). Comecei a estudar para fazer uma prova de proficiência em Inglês (IELTS), para assim ingressar em uma faculdade canadense e meu marido poder trabalhar na área (um saco, eu sei). Esse era o plano A, que além de caríssimo me tiraria uma ótima oportunidade de trabalhar na área também, pois pelas regras canadenses enquanto um estuda (faculdade) o outro trabalha.

Enquanto fui em busca de conseguir bons resultados no IELTS estudando igual uma louca, também ficava de olho em vagas na área de TI (segurança e desenvolvimento). Consegui encontrar uma vaga (no Linkedin) perfeita para o perfil do meu marido e pedi para ele se aplicar. O que poderia dar errado? 😂 Era óbvio que já esperávamos que iria dar errado! A vaga era para uma empresa em Dublin 💚 com permissão de trabalho (work permit). Resumindo MUITO a história, ele fez todas as etapas do processo seletivo e conseguiu o emprego (esse processo durou uns 3 meses). Sim, nós finalmente voltaríamos para a Irlanda! Parecia um sonho!

Pois é, parecia tudo perfeito se não fosse um grande detalhe… Um pouco depois de recebermos essa notícia maravilhosa, minha sogra começou a adoecer muito. Ficou duas semanas internada na UTI com pneumonia, o corpo não reagiu ao tratamento e infelizmente ela não resistiu. Estávamos de novo passando por uma situação difícil: perder um ente querido. Isso aconteceu em paralelo ao processo de obtenção do visto de trabalho do meu marido, então é possível ter ideia de como foi tenso passar por tudo isso ao mesmo tempo.

Com certeza não é o modo que eu imaginava em sair do país para começar uma nova vida, mas que controle eu tenho sobre os acontecimentos? Eu sempre penso em todas as possibilidades (plano A, B, C, D…), mas a vida nos ensina dos jeitos mais surpreendentes e nunca estamos preparados. ☹️ Eu não sei qual o propósito de tudo isso mas acredito muito que nada acontece por acaso. A vida é um grande aprendizado e devemos evoluir conforme aprendemos e cabe a nós decidir se queremos evoluir ou não. A morte é algo inevitável e todos nós passaremos por essa experiência inexplicável que infelizmente vem de repente. Só nos restar tentar aproveitar ao máximo enquanto ela não vem (ou leva alguém querido).

Quanto aos meus planos futuros? Dublin nos espera! Em breve poderemos voltar para esse lugar maravilhoso que é a Irlanda, deixaremos nossa família aqui no Brasil (com muita saudade) e iremos atrás de nossos sonhos novamente. ☘️ Enquanto meu marido trabalha eu começarei (finalmente 😅) a procurar emprego na minha área (desenvolvimento de software) e que para nossa sorte está em abundância na Irlanda. Claro que escreverei muitos posts sobre minha nova casa! Contarei muito sobre minha experiência aqui no blog!

Até o próximo post! 🙃

6 Comentários