Tecnologia

Hora do código

Achei uma boa oportunidade para falar novamente desse assunto, na verdade perdi o time, pois o evento já está acontecendo. Trata-se da Hora do código, um evento que ocorre todo ano durante uma semana, mas qual o objetivo e o que seria a hora do código? É sobre isso que vou falar nesse post!

Obama

Confesso que eu nunca participei, quer dizer, programação faz parte do meu cotidiano no trabalho, mas do evento em si, nunca contribuí. A hora do código foi criada para incentivar pessoas de todas as idades a conhecerem mais sobre a programação, desmistificar a ideia de que é algo difícil, e permitir que pais, professores e alunos de todo o país tenham uma introdução divertida à programação. A idéia é bem importante, pois as pessoas acham que programação é só para os que seguem a área de tecnologia, quando na verdade não deveria ser assim. Ensinando a lógica e todo o conceito pode ser muito bom para o raciocínio, também nos ajuda a pensar melhor em como soluciona problemas, na verdade acredito que nos ensina como pensar.

Desde que entrei na faculdade, sempre tive essa idéia de que desenvolver um software é muito difícil, programar não é para qualquer um e todas essas baboseiras que nos fazem acreditar ou que simplesmente queremos acreditar. Obviamente tudo exige estudos e aperfeiçoamento, como dizem, a prática leva a perfeição, eu mesma estou muito longe de ser uma expert em qualquer coisa, e conheço pessoas que estão num nível muito mas avançado e maduro do que o meu. Isso em algum momento da minha carreira (no começo e até mesmo nos dias ruins) foi motivo para repensar se o que eu faço é aquilo que deveria estar fazendo, ou se eu poderia ser muito boa em outra coisa e estaria “perdendo tempo” no que estou fazendo. Acho que todo o mundo passa por essa fase, talvez faça parte do auto conhecimento de cada um.

Hoje eu vejo que muitas das coisas que gostamos de fazer, está ao nosso alcance, se você gosta de escrever, pode criar um blog, se você gosta de falar, pode criar um canal no youtube, e se você quisesse criar algo que tem em mente ou pensa em talvez aperfeiçoar alguma coisa que já existe? Programando talvez isso seja possível! Tudo que nós utilizamos hoje em dia (aplicativos, sites, ferramentas, computadores, etc) foi programado por alguém, e essa idéia de que os produtos que utilizamos todos os dias não passam de software e hardware é mais um motivo para entendermos como as coisas funcionam.

Em algum momento eu farei outro post contando um pouco sobre minha carreira e minha pequena trajetória desde que comecei a trabalhar nessa área, talvez seja interessante para alguém. ???? Mas hoje quero focar um pouco em algumas ferramentas que podem ser utilizadas para quem quer começar a programar e entrar nesse mundo novo!

Nesse post, escrevi sobre o Programaê que também é uma iniciativa relacionada a programação, falando um pouco sobre a minha experiência, algumas ferramentas e materiais que me ajudaram quando eu comecei meu estágio, além de livros (específicos para o que você gostaria de aprender), foram os cursos online! Há muitos grátis, alguns também pagos, mas para quem está começando, os de graça são ótimos. Eu gosto muito do Coursera, foi o primeiro que comecei a utilizar, lá tem diversos cursos sobre várias áreas! Outra ferramenta que me ajudou MUITO foi o youtube!! Sim, do mesmo jeito que procuramos sobre tutorial de maquiagem ou video game, também existem diversas pessoas que gravam vídeos ensinando diversos assuntos relacionados a programação.

PROG_COMP

Na minha lista de cursos e tutoriais, guardei esse link: “How I finally learned to build stuff with Rails“, é um artigo legal de um cara que conta como ele aprendeu Ruby on Rails (vou falar mais disso em outro post) e tem as video aulas dele com alguns tutoriais. Se você tem dúvidas de algum curso que está fazendo, pode também procurar grupos no Facebook, acredite, eles são de grande ajuda!

Listei aqui alguns cursos que achei no Coursera, não fiz todos, mas acredito que são muito bons:

Pronto, agora você não tem desculpas para não começar a estudar e de quebra treina o inglês! Fiquei com muita vontade de fazer pelo menos três desses cursos (e vou fazer com certeza!). Espero que tenha te ajudado de alguma forma, acredito muito que assim como eu e também como as pessoas que já tem profundos conhecimentos sobre o assunto, você também pode começar e aprender!

Até o próximo post!

0 Comentário




BEDA, Tecnologia

Programaê!

~ Esse post faz parte do #BEDA: Blog Every Day August – Rotaroots! ~

Acho que nem sei por onde começar esse post mas é um assunto que faz parte da minha vida, então nada mais justo começar por onde eu comecei! Hoje vou falar um pouco sobre um assunto bem interessante (para mim), a minha relação de amor e ódio com a programação (desenvolvimento de software). O post foi baseado na blogagem coletiva do grupo Rotaroots, vou comentar logo mais um pouco sobre isso.

Para quem não faz idéia do que seja ou para que serve (ok, acho que todo mundo sabe, masssss…), tudo que utilizamos em nosso dia a dia relacionado a tecnologia (smartphones, computador, jogos, sites, etc) foi desenvolvido por alguém, ou seja, utilizando linguagens de programação. Este blog foi criado utilizando uma ferramenta de blog chamada WordPress, criada na linguagem PHP (eca hahaha), enfim, acho que o conceito todo mundo conhece.

tirinha25

(Tirinha: Vida de programador)

Muito antes de entrar na faculdade, comecei a blogar utilizando o Blogspot, uma ferramenta do Google. No começo ok, utilizei ela por muito tempo, mas era muito mais tosca do que é hoje. ???? O fato é que naquela época, o WordPress estava começando a ganhar conhecimento da galera que blogava e aos poucos o pessoal resolveu migrar para a plataforma. Eu, como adoro testar e utilizar coisas novas, resolvi arriscar e ver o que dava. Foi então que registrei meu domínio e comprei uma hospedagem que suportasse o WordPress. Eu não tinha muita noção de como funcionava, no começo “me batia” muito para entender tudo aquilo, mexia na ferramenta, pesquisava muito no Google para entender como customizar o layout, instalar novos temas, etc.

Passava noites acordada até tarde mexendo no blog, aprendendo e odiando o PHP hahahahaha ???? indas e vindas com o blog, fazia tudo aquilo por diversão, sem muito compromisso, até aquele momento nem sabia direito o que ia fazer da vida! O tempo passou, era época de escolher o curso que faria na faculdade, eu sempre AMEI tecnologia e naquele ano, sabia que pelo menos um curso de TI eu tentaria fazer (junto com comunicação, que depois acabou nem rolando).

Não fazia idéia do que iria ver na faculdade, afinal, gostar de tecnologia não quer dizer nada! Hoje em dia é muito mais fácil pesquisar no Google sobre tudo quanto é assunto, na época não era bem assim. Acabei entrando no curso de Processamento de Dados em 2005 e foi então que pude entender realmente como as coisas funcionavam, lógica de programação entre outras matérias que víamos no curso pelo menos para mim, não era super fácil. Ao contrário de muitos que já tinham feito curso técnico no colegial, para mim era quase tudo novo, só conhecia pelas coisas que via no blog, muito superficial! Também tem o fato de ser um hobby para mim, não ficava lá me matando de estudar para aprender PHP (no caso do blog). Enfim, na época tive alguma dificuldade para aprender e acabei colocando na minha cabeça que aquilo não era pra mim.

~ No meio do meu curso (final de 2007), eu saí da faculdade para fazer um intercâmbio na Irlanda, e acabei abandonando a faculdade, pois não consegui trancar a matrícula. O meu curso deixaria de existir para cursos mais atualizados serem oferecidos na faculdade ~

Em 2009, voltei do meu intercâmbio, teria que prestar o vestibular novamente para recomeçar a faculdade (eu consegui reaproveitar algumas matérias), dessa vez fiz o curso de Segurança da Informação. Meu curso tem 3 anos de duração e é um curso de tecnólogo, então é bem mais enxuto do que os de 5 anos (Ciência/Engenharia da computação, etc). Vi as matérias básicas de programação novamente, compreendia mais coisas do que da primeira vez, as coisas começaram a ficar mais interessantes!

Em 2012, depois de passar o ano todo tentando um estágio na empresa que trabalho hoje em dia (sem brincadeira, fiz 200 entrevistas em diversas áreas!!), consegui meu estágio em novembro! Acho que foi um dos momentos mais felizes que tive! Já estava fazendo 2 anos de faculdade, meu curso não tinha muito foco em programação, então tive que correr muito atrás! Sabe quando você começa no nível 1 de algum jogo e seu personagem só usa cueca? Então, essa era eu no começo do meu estágio HAHAHAHA

howfeel

O que me ajudou muito a estudar, foram várias coisas, a primeira delas é a mais importante: vontade. Se você não tem vontade de fazer uma coisa, não adianta que você não vai conseguir fazer, afinal, quem é que gosta de fazer alguma coisa obrigado? Então já começo dizendo que uma das coisas mais importantes é ter vontade de alcançar algum objetivo na vida e estar feliz com isso (com todo o processo até o sucesso). Outras coisas super importantes que também me ajudaram, foi o apoio das pessoas, família, marido (que sempre botou fé em mim, principalmente quando eu falo que vai dar merda hahaha) e meus colegas de trabalho que me ajudaram muito, acreditaram que eu fosse capaz e até hoje são grandes inspirações!

Juntando tudo isso, vontade, apoio, motivação e inspiração, a internet é um mar de informações disponíveis para o aprendizado! Eu sempre pesquisei muito sobre o que precisava aprender, procurava livros e comunidades para tirar dúvidas, mas o que realmente foi essencial para meu aprendizado, foram os cursos online que estão disponíveis para quem está em busca do conhecimento. O ponto importante desse post é falar sobre um site que pode ser a porta de entrada para muitas pessoas que estão querendo começar a aprender programação, é um projeto chamado Programaê.

Programaê é um portal prático e agregador de ideias, soluções e dicas de gente experiente
e inspiradora. Um movimento que quer aproximar a programação do cotidiano de jovens de todo o Brasil. A tecnologia tem um poder transformador incrível. Usá-la para a Educação pode fazer a diferença para muita gente.”

Além dessa iniciativa, existem outros sites e cursos também muito conhecidos e que podem ajudar tanto quem está começando, como para quem quer aprender uma nova linguagem de programação. Vou listar alguns que já utilizei:

Acho que já me alonguei muito, não escrevi muitas coisas que gostaria pois o post ficaria gigantesco hahaha mas já é um bom começo para quem quiser aprender a programar!

~ Este post foi baseado na blogagem coletiva do grupo Rotaroots: “Como blogar despertou meu interesse por programação?” ~

4 Comentários