Pessoal, Recomeçar

Dilemas da minha vida…

Quando eu penso que vou conseguir fazer posts regulares aqui no blog, acontecem 200 coisas ao mesmo tempo na minha vida que me fazem simplesmente esquecer de postar ou não ter tempo para cuidar do meu blog #chatiada

Se isso também acontece com você, olha, duvido MUITO que consegue ser pior do que foram minhas semanas desde que voltei de férias. Como havia dito nesse post, iria postar sobre a viagem, mas acho que vou adiar um pouco esse assunto para falar qual o babado na minha vida.

Primeiramente queria dizer que finalmente consegui achar cores harmoniosas para meu blog hahaha (nada a ver com o assunto, mas tudo bem). Também fiz um logo que combinasse com meus gostos pessoais e assuntos abordados por aqui (ou pelo menos assuntos que eu tento abordar), achei bonitinho!

header_blog

Enfim, voltando ao assunto… No post anterior, tinha comentado minha indignação com as coisas que acontecem no Brasil, acho que está todo mundo BEM cansado de saber, cada um sabe o que passa no cotidiano, os problemas absurdos e por aí vai. No meu caso, depois de um belo banho de primeiro mundo viajando para os EUA, voltei bem desanimada, com uma vontade desgraçada de largar tudo e ir embora, com muitas contas para pagar, especialmente contas relacionadas ao meu apartamento (que comentei nesse link).

OS 10 últimos dias das minhas férias, passei refletindo junto com meu marido sobre o que nos segura aqui no Brasil, novamente como já disse antes, o único motivo pelo qual não vazamos dessa bosta ainda são nossas famílias, o que faz ficar bem complicado de sair do país. Então depois de concluir que é aqui que vamos ficar (pelo menos por enquanto), começamos a pensar nas contas e o que poderíamos fazer para melhorar nossa qualidade de vida, logo de cara pensamos no apartamento.

Analizamos e chegamos a conclusão que PQP, com tantos juros e correções, até o lançamento do  bendito, iríamos pagar muito mais do que compramos, e o “melhor” de tudo (#sarcasmo), muita grana ROUBADA da construtora com taxas ilegais de corretagem. Percebemos então que #vsf não nascemos para sermos feitos de trouxas (afinal, estudamos em Hogwarts HAHAHA péssima piada!), começamos então nossa saga para “devolver” o apartamento e pegar o dinheiro de volta (ou pelo menos parte dele).

Mas claro que nada nesse país é fácil, e é tolice pensar que ninguém vai tentar tirar vantagem de você não é mesmo? Obviamente a construtora (Queiroz Galvão), nos fez uma proposta de distrato RIDÍCULA que ficaríamos DEVENDO além de não receber absolutamente NADA do que pagamos até hoje!!! Sim, você leu isso certo. Resultado? Contratamos um advogado e estamos entrando com um processo contra a construtora e é isso aí, espero que dê tudo certo (assim como várias pessoas já ganharam causas contra essa “empresa”).

O que eu farei agora quanto a ter um apartamento? Bom, só nos resta recomeçar juntando uma entrada enquanto a grana do processo não sai, também vamos nos mudar para um ap melhor (pagando aluguel mesmo). Só sei que nunca mais comprarei um apartamento na planta, não compensa e tem muito trambique no meio. A não ser claro, que eu fique RYCA, aí beleza.

Uma coisa que aprendi nessa vida é: enquanto problema tiver solução, EU NÃO ME ESTRESSO (ou se você preferir: #foda-se! Hahaha)

Acho que meu blog anda bem pessoal pro meu gosto hahaha, vou começar a postar assuntos mais aleatórios.

Até o próximo post!

1 Comentário




BEDA, Pessoal

Comprando apartamento na planta.

~ Esse post faz parte do #BEDABlog Every Day August – Rotaroots! ~

Faz um ano que compramos nosso apartamento na planta, como não tenho muita coisa para contar, talvez fosse melhor fazer esse post mais futuramente, mas como estamos no BEDA, então eu resolvi adiantar as coisas e falar um pouco do que já fizemos até agora.

Terrazzo-Limeira-Queiroz-Galvão-25.04.14-41

Terrazzo Limeira Residencial

Eu não tinha a intenção de comprar uma casa/apartamento tão cedo, e nem estava juntando dinheiro para isso (eu tinha a idéia na cabeça, mas estava um pouco longe de fazer acontecer). Sabia que alguns empreendimentos estavam começando a serem divulgados na época, a maioria por uma empresa aqui da cidade, a Rio Verde. Não tinha me interessado por nenhum deles, pois ou eram muito caros ou muito feios hahaha. Até que vendo algumas propagandas por aí, fiquei sabendo que a Queiroz Galvão faria seu primeiro empreendimento na cidade, para concorrer com a Rio Verde, foi então que meu pai quis conhecer o decorado e me chamou para ir junto.

Essa foto aí de cima é do decorado, comprei a planta exatamente igual a essa (tem 3 opções). Antes de chegar no local, já fui com um pé atrás, pois sempre gostei de morar em casa, e acho apartamento muito pequeno, me sinto meio presa. Quando entrei, pude ver a maquete dos prédios (são duas torres) e todo o espaço de lazer, são dois tamanhos disponíveis para comprar: 67 e 88 metros quadrados. Depois, fui logo entrando no decorado para ver como era, achei simplesmente maravilhoso! O espaço que pensava ser pequeno, era bem grande e aconchegante, o espaço gourmet é simplesmente demais! ❤️

É ou não é um babado?

Fiquei muito maravilhada com tudo aquilo, e liguei correndo pro meu marido para contar o que achei! Como ele também já estava visitando decorados de outros empreendimentos, gostou da idéia e quis conhecer também. Nesse meio tempo eu e meu pai sentamos com os corretores e começamos a discutir preços por andar e tamanhos da planta. Depois de muitas negociações e visitas infinitas ao decorado, decidimos ficar com o apartamento de 88 metros quadrados no 15º andar (cada torre tem 16 andares), a planta escolhida foi a seguinte:

apartamento-planta-88m2-2-quartos-opcao-living-ampliado-terrazzo-limeira-residencial

Não vejo a hora de começar a fazer tudo isso acontecer!

Como nem tudo são mar de rosas, depois de decidir qual apartamento queríamos, veio toda a burocracia do contrato, ler todas as cláusulas e tudo o mais. O apartamento vai ficar pronto em Julho de 2017 (as obras estão 6 meses adiantadas) e até lá, temos que pagar toda a entrada da construção, fora isso, ainda tem o saldo devedor que deve ser financiado pelo banco (que provavelmente será a Caixa). Tudo isso foi bem calculado inúmeras vezes, confesso que foi bem chato e cansativo, pensamos muito bem se daria certo mesmo e até queríamos desistir com medo de dar tudo errado no futuro. Mas como era uma oportunidade única que não veríamos tão cedo, resolvemos arriscar e ficar com o ap.

Hoje, um ano depois da compra, estamos pagando as parcelas e já vamos pagar a parcela anual (temos três anuais para pagar até lá), confesso que é muito desgastante ver a maior parte do seu dinheiro ir todo para contas e pagamento de parcelas de aluguel e apartamento, mas penso que tudo isso é para uma grande recompensa no futuro. Apesar da situação crítica que está o país, estamos nos esforçando muito para que dê tudo certo (o que não é fácil, logicamente, é um compromisso muito grande). Gostaria de ler esse post daqui a 1, 2 anos e ver que deu tudo certo!

banner_empre_9122_7065

Essa vai ser a vista do meu andar!

Acho que posso dizer que o mais importante até agora, foi ler muito bem o contrato e suas cláusulas, que vão ser abusivas de qualquer jeito, então é bom se informar bem sobre todas elas para já estar preparado no futuro. Outra dica que eu não sabia é que se você procurar alguém de alguma corretora de imóveis, você tem que pagar a comissão da empresa, agora se você for sozinho até o estande de vendas, você não tem obrigação nenhuma em pagar comissão! Fique atento a isso.

No próximo post, posto algumas fotos do andamento da obra, as coisas estão andando rápido e acho que vai ficar bem legal para mostrar daqui para frente.

Por enquanto é isso, caso tenha alguma dúvida pode deixar nos comentários. Até mais!

3 Comentários