BEDA, Tecnologia

Programaê!

~ Esse post faz parte do #BEDA: Blog Every Day August – Rotaroots! ~

Acho que nem sei por onde começar esse post mas é um assunto que faz parte da minha vida, então nada mais justo começar por onde eu comecei! Hoje vou falar um pouco sobre um assunto bem interessante (para mim), a minha relação de amor e ódio com a programação (desenvolvimento de software). O post foi baseado na blogagem coletiva do grupo Rotaroots, vou comentar logo mais um pouco sobre isso.

Para quem não faz idéia do que seja ou para que serve (ok, acho que todo mundo sabe, masssss…), tudo que utilizamos em nosso dia a dia relacionado a tecnologia (smartphones, computador, jogos, sites, etc) foi desenvolvido por alguém, ou seja, utilizando linguagens de programação. Este blog foi criado utilizando uma ferramenta de blog chamada WordPress, criada na linguagem PHP (eca hahaha), enfim, acho que o conceito todo mundo conhece.

tirinha25

(Tirinha: Vida de programador)

Muito antes de entrar na faculdade, comecei a blogar utilizando o Blogspot, uma ferramenta do Google. No começo ok, utilizei ela por muito tempo, mas era muito mais tosca do que é hoje. ???? O fato é que naquela época, o WordPress estava começando a ganhar conhecimento da galera que blogava e aos poucos o pessoal resolveu migrar para a plataforma. Eu, como adoro testar e utilizar coisas novas, resolvi arriscar e ver o que dava. Foi então que registrei meu domínio e comprei uma hospedagem que suportasse o WordPress. Eu não tinha muita noção de como funcionava, no começo “me batia” muito para entender tudo aquilo, mexia na ferramenta, pesquisava muito no Google para entender como customizar o layout, instalar novos temas, etc.

Passava noites acordada até tarde mexendo no blog, aprendendo e odiando o PHP hahahahaha ???? indas e vindas com o blog, fazia tudo aquilo por diversão, sem muito compromisso, até aquele momento nem sabia direito o que ia fazer da vida! O tempo passou, era época de escolher o curso que faria na faculdade, eu sempre AMEI tecnologia e naquele ano, sabia que pelo menos um curso de TI eu tentaria fazer (junto com comunicação, que depois acabou nem rolando).

Não fazia idéia do que iria ver na faculdade, afinal, gostar de tecnologia não quer dizer nada! Hoje em dia é muito mais fácil pesquisar no Google sobre tudo quanto é assunto, na época não era bem assim. Acabei entrando no curso de Processamento de Dados em 2005 e foi então que pude entender realmente como as coisas funcionavam, lógica de programação entre outras matérias que víamos no curso pelo menos para mim, não era super fácil. Ao contrário de muitos que já tinham feito curso técnico no colegial, para mim era quase tudo novo, só conhecia pelas coisas que via no blog, muito superficial! Também tem o fato de ser um hobby para mim, não ficava lá me matando de estudar para aprender PHP (no caso do blog). Enfim, na época tive alguma dificuldade para aprender e acabei colocando na minha cabeça que aquilo não era pra mim.

~ No meio do meu curso (final de 2007), eu saí da faculdade para fazer um intercâmbio na Irlanda, e acabei abandonando a faculdade, pois não consegui trancar a matrícula. O meu curso deixaria de existir para cursos mais atualizados serem oferecidos na faculdade ~

Em 2009, voltei do meu intercâmbio, teria que prestar o vestibular novamente para recomeçar a faculdade (eu consegui reaproveitar algumas matérias), dessa vez fiz o curso de Segurança da Informação. Meu curso tem 3 anos de duração e é um curso de tecnólogo, então é bem mais enxuto do que os de 5 anos (Ciência/Engenharia da computação, etc). Vi as matérias básicas de programação novamente, compreendia mais coisas do que da primeira vez, as coisas começaram a ficar mais interessantes!

Em 2012, depois de passar o ano todo tentando um estágio na empresa que trabalho hoje em dia (sem brincadeira, fiz 200 entrevistas em diversas áreas!!), consegui meu estágio em novembro! Acho que foi um dos momentos mais felizes que tive! Já estava fazendo 2 anos de faculdade, meu curso não tinha muito foco em programação, então tive que correr muito atrás! Sabe quando você começa no nível 1 de algum jogo e seu personagem só usa cueca? Então, essa era eu no começo do meu estágio HAHAHAHA

howfeel

O que me ajudou muito a estudar, foram várias coisas, a primeira delas é a mais importante: vontade. Se você não tem vontade de fazer uma coisa, não adianta que você não vai conseguir fazer, afinal, quem é que gosta de fazer alguma coisa obrigado? Então já começo dizendo que uma das coisas mais importantes é ter vontade de alcançar algum objetivo na vida e estar feliz com isso (com todo o processo até o sucesso). Outras coisas super importantes que também me ajudaram, foi o apoio das pessoas, família, marido (que sempre botou fé em mim, principalmente quando eu falo que vai dar merda hahaha) e meus colegas de trabalho que me ajudaram muito, acreditaram que eu fosse capaz e até hoje são grandes inspirações!

Juntando tudo isso, vontade, apoio, motivação e inspiração, a internet é um mar de informações disponíveis para o aprendizado! Eu sempre pesquisei muito sobre o que precisava aprender, procurava livros e comunidades para tirar dúvidas, mas o que realmente foi essencial para meu aprendizado, foram os cursos online que estão disponíveis para quem está em busca do conhecimento. O ponto importante desse post é falar sobre um site que pode ser a porta de entrada para muitas pessoas que estão querendo começar a aprender programação, é um projeto chamado Programaê.

Programaê é um portal prático e agregador de ideias, soluções e dicas de gente experiente
e inspiradora. Um movimento que quer aproximar a programação do cotidiano de jovens de todo o Brasil. A tecnologia tem um poder transformador incrível. Usá-la para a Educação pode fazer a diferença para muita gente.”

Além dessa iniciativa, existem outros sites e cursos também muito conhecidos e que podem ajudar tanto quem está começando, como para quem quer aprender uma nova linguagem de programação. Vou listar alguns que já utilizei:

Acho que já me alonguei muito, não escrevi muitas coisas que gostaria pois o post ficaria gigantesco hahaha mas já é um bom começo para quem quiser aprender a programar!

~ Este post foi baseado na blogagem coletiva do grupo Rotaroots: “Como blogar despertou meu interesse por programação?” ~

Comentários

  1. Hahahahahaha! Casquei o bico com a postagem! ;DDD. É aquilo que sempre digo: Sempre acreditei em seu potencial, acredito e continuarei acreditando, pois sei muito bem que quando você coloca algo na cabeça, vai até o fim para atingir/conseguir aquela meta. Sei muito bem que programação não é uma coisa para qualquer um, pois por mais que algumas pessoas gostem MUITO da área de TI, a maioria acaba não seguindo aquele caminho. De qualquer forma acho muito válida a idéia de se aprender a programar desde a infância, pois é exatamente naquele momento que nossas mentes/conceitos estão se formando, então nada melhor que injetar a lógica para o resto da vida ;). Beijos meu amor! ;@@@@@@@@

  2. Eu fiz o contrário, Bia! Comecei na faculdade de tecnologia e depois fui ter blog e me interessar nem que fosse um pouco por programação. Não da nem pra comparar contigo né? Quero ser igual a você quando eu crescer!

    • Nossa que isso!! hahaha eu sou MUITO, mas MUITO noob ainda! Rola uma depressão as vezes hahahaha mas estou buscando sempre melhorar! ????

Deixe uma resposta

Your email address will not be published / Required fields are marked *